Dores e sabores

A vida tem uma montanha de fases e, na atual, tenho sentido cada momento. Tenho comemorado até a hora de dormir, por todos estarem bem e a vida estar sendo vivida, mesmo. Agradeço pelo meu ar condicionado. Agradeço pela minha cama, que é o lugar mais seguro do planeta. É sério! <3

Eu sempre quis fazer o bem em cada momento, mas o fato de “esperar” alguma reação sempre me machucava, e eu acabava adiando bastante a próxima benfeitoria. Meu amigo Walter, de Caxias, perguntou-me sobre um negócio: “Ramiro, mas o que tu quer ganhar?”. A resposta foi “nada, só quero que dê certo”, porque, assim como ele, acho que a vida devolve o bem que fazemos.

Estou indo pra Phoenix para um evento, nas estradas do Arizona, de ônibus. Isso aqui está com cara de excursão de colégio, que saudade! Resolvi pegar um ônibus para mostrar (inclusive para mim mesmo) que a crise está aí e exige respeito com o dinheiro; porque mudar a forma como fazemos alguma coisa sempre nos tira da zona de conforto; e para não ter turbulência no caminho.

dores-e-sabores

Por mais que alguns digam, algumas poucas vezes com razão, que o certo é relativo, o certo é sempre o certo! Exemplo de agora há pouco: a viagem demora seis horas e meia, então o motorista parou no McDonald’s para que todos comessem algo. Ele saiu do ônibus, deixou tudo aberto e ligado, por vinte e cinco minutos. Eu estava bem incomodado com minhas coisas lá dentro, mas só eu. Todos comiam de boa, porque o que é certo é certo. Que prazer sentir isso (enquanto a gente sobrevive, o mundo vive, sempre digo).

Os bons exemplos são propagados! Quando fazemos o bem, alguém também o fará. Ninguém é santo, mas buscar o certo de verdade faz com que nossa vida tenha algum sentido. Comprei uma bermuda hoje e sobrou a sacola, novinha. Fui na loja devolver, e aquilo me fez um bem gigante! Como diz a música, “a vida é trem-bala parceiro, e nós estamos prestes a partir”.

Caímos sempre no erro de esperar tudo ficar perfeito para fazer algo. Nunca estará: “é sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu”.

Tem me incomodado até o fato de fazer qualquer compra fora do Brasil, afinal, estou ajudando alguma família (ótimo), mas não a do meu lado.

Se alguém tiver um dinheiro sobrando, por exemplo, que tire deste monte de banco e coloque na empresa de um amigo (ou abra uma), ajudando a gerar mais emprego, mesmo!

A culpa dessa m. toda é nossa!
E o que ficará como história da nossa estrada, também!

 

Ramiro Guerra Martini
Presidente do Grupo Cinco TI

O Fala, Cinco! é mais uma ação da 5TI com o objetivo de estreitar a relação com os nossos clientes, além de transmitir o nosso espírito empreendedor e experiências de mercado. Seja bem-vindo!

Conheça mais sobre a Cinco TI!

Tópicos recentes

Arquivos

avatar Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *