Tatuagens e o mercado de trabalho

É incrível como em pleno ano de 2016 ainda existam preconceitos contra pessoas com tatuagens. Digo isso por experiência própria, pois os olhares em reuniões são bem recorrentes. E olha que não estamos falando de grandes tatuagens chamativas.

Feito o desabafo, vamos às boas notícias.

No dia 17/08/2016, uma decisão do Superior Tribunal de Federal proibiu que órgãos públicos excluam candidatos dos processos seletivos por terem tatuagens. A restrição só é válida se o desenho incitar a violência. Pode parecer bobagem, mas na verdade é um avanço gigantesco em uma sociedade ainda bem cheia de preconceitos com os “tatuados”.

Em alguns mercados de trabalho, a tatuagem é muito mais bem aceita que em outros. Profissões mais ligadas à criatividade e menos formais parecem aceitar melhor as pessoas que optaram por pintar o corpo. É normal vermos braços coloridos em cozinhas de restaurantes, agências de publicidade e escritórios de arquitetura. Os profissionais de outras áreas também deveriam se libertar e mostrar a sua arte corporal.

tattoo

Se interpretarmos a tatuagem como arte, acredito que muito deste preconceito poderá acabar.

Para termos uma ideia dos números, o mercado da tatuagem movimenta milhões de reais no Brasil e tem um crescimento de mais de 20% todos os anos. E é um mercado que não sente tanto a crise. Além da tatuagem, temos os equipamentos, tintas, suprimentos, cursos e por aí vai.

É um mercado muito carente de atenção e principalmente de profissionalização.

Diversos estúdios contam com uma grande estrutura, com vários tatuadores e body piercers, isso sem falar em alguns outros serviços agregados, como loja de roupas, souvenirs, barbeiros e cabeleireiros. Enfim, tudo que reflita o estilo da pessoa.

Os estúdios em pequenas lojinhas no centro, onde tudo parece saído de um filme dos anos 70, estão com os dias contados. As pessoas buscam tatuadores conhecidos, de renome, locais com boa estrutura e ambiente limpo. As “grifes” de tatuagem crescem cada dia mais.

Se olharmos para o mundo digital, no Instagram, por exemplo o termo #tattoo tem incríveis 54 milhões de menções, se somarmos ao termo #tattoos, no plural, que tem 25 milhões, são quase 80 milhões de menções.

Se você tem uma tatuagem, a melhor maneira de contribuir para o fim do preconceito é expondo ela. Não esconda sua “tattoo”, afinal nenhuma obra de arte foi criada para ficar escondida. E, se você está pensando em contratar alguém, mas a tatuagem da pessoa chamou a sua atenção, deixe o preconceito de lado e avalie o profissional pela sua competência.

Ígor Machado
Diretor de Novos Negócios na Cinco TI Marketing

O Fala, Cinco! é mais uma ação da 5TI com o objetivo de estreitar a relação com os nossos clientes, além de transmitir o nosso espírito empreendedor e experiências de mercado. Seja bem-vindo!

Conheça mais sobre a Cinco TI!

Tópicos recentes

Arquivos

avatar Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *