Viva o Sol!

Ahhh, o verão! Calor, sol e praia… Aquela vontade louca de ficar na rua… E, para quem precisa de uma desculpinha para ficar curtindo o sol, essa é a estação para repor os estoques de uma  substância importantíssima para o nosso corpo – a Vitamina D.

Além da – já antiga – conhecida utilidade para os ossos, novos estudos comprovam que a maioria de tecidos e órgãos se beneficia com ela. Segundo o endocrinologista americano Michael Holick, “a vitamina D faz o coração bater no ritmo adequado e nossas artérias e veias pulsar em compasso. É ela que nos garante força muscular e nos protege contra infecções, infartos e derrames, diabetes e alguns tipos de câncer. A falta dela desregula o sistema de fome e saciedade e nos faz engordar”. Muitos motivos para se “abastecer de sol” nesse verão!

Mesmo com a fartura de sol no nosso país, 50% dos brasileiros com até 50 anos apresentam deficiência nessa substância, o que é preocupante. Isso se deve principalmente ao fato de estarem cada vez mais presos dentro de escritórios, apartamentos, trânsito. Nem as crianças conseguem mais brincar na rua, como antigamente.

Além disso, as vitaminas não são encontradas facilmente na alimentação (para absorver a quantidade necessária, o consumo de alimentos como o shiitake, salmão e atum deveria ser enorme, o que se torna inviável), por isso, em diversos países (como Canadá, EUA e Europa) são encontrados alimentos enriquecidos com Vitamina D, coisa rara de encontrar no Brasil.

Também segundo os médicos, banhos de sol controlados poderiam prevenir, só nos EUA, 185.000 novos casos de câncer todos os anos.

Porém, a recomendação para ter essa quantidade de Vitamina D absorvida pelo corpo é se expor ao sol, por poucos minutos, mas sem protetor solar. E aí é que mora a grande discussão atual – alguns médicos dermatologistas não veem problemas nessa exposição. Já outros, mais radicais, mesmo com essas últimas descobertas, não indicam para os pacientes nem 10 minutos de exposição sem proteção (tempo médio necessário por dia para absorver a vitamina). É uma grande dúvida que ainda se encontra na medicina.

Uma informação importante é que não precisa expor todo o corpo no sol, portanto, o rosto ainda deve ser protegido sempre. Apenas braços e pernas, por esse curto tempo, são suficiente para carregar a substância.

Mas não, não é o momento de se atirar e torrar no sol, o dia inteiro, sem proteção. Com isso, além de você ficar “cheio” de Vitamina D, vai trazer um torrão e ajudar a desenvolver doenças de pele no futuro. Portanto, o sol controlado ainda é a melhor pedida para esse e os próximos verões. E Viva o SOL!

 

Fonte: Revista Veja, janeiro/2013

O Fala, Cinco! é mais uma ação da 5TI com o objetivo de estreitar a relação com os nossos clientes, além de transmitir o nosso espírito empreendedor e experiências de mercado. Seja bem-vindo!

Conheça mais sobre a Cinco TI!

Tópicos recentes

Arquivos

avatar Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *